Guia de iniciantes para montar um computador

Você finalmente juntou uma grana pra montar um computador turbinado pra você, mas não sabe por onde começar? Não se assuste, pois essa dúvida é quase que geral. Eu mesmo já tive esse problema por alguns meses antes de montar meu primeiro PC.

O número de peças e componentes de computadores disponível no mercado é incrivelmente grande, e se perder em tantas escolhas é fácil. Decidir qual placa-mãe pegar, quais outros componentes são compatíveis ou qual potência de fonte é necessária — prepare-se para se perder em perguntas.

Vamos começar, claro, pelo começo. Responda a uma pergunta básica: você quer o computador para trabalho, games ou navegar no Facebook? Respondendo a ela, você já conseguirá excluir milhares de peças de sua lista de possibilidades.

Você precisará, então, preparar uma lista que deverá ser preenchida com modelos e preços. Nela, tenha os seguintes tópicos: placa-mãe, processador, memória RAM, HD, fonte e placa de vídeo. Não vamos incluir gabinete, gravador/leitor de DVD ou Blu-ray, mouse, teclado e monitor, afinal vamos tratar apenas da parte técnica (e chata) da escolha do hardware.

Começando do começo!

Antes de tudo, saiba que não há uma ordem de escolha, ou seja, você vai escolher tudo ao mesmo tempo. Afinal, você deve se atentar à compatibilidade entre as peças — não há como escolher a placa-mãe, sem escolher antes o processador, por exemplo.

Seguindo ainda o exemplo dado, decidindo o processador, procure placas com base nas informações de velocidade de clock (em GHz) e tipo de conexão (socket). De qualquer jeito, há um site muito bom em que você preenche alguma peça que você já tenha escolhido, e ele lista apenas componentes compatíveis.

Fique atento à quantidade de slots que a placa-mãe tem para saber quantas memórias poderá colocar. A presença de “dual channel” também é um diferencial, pois permite uma sincronia maior entre as memórias, resultando em melhor desempenho.

Tratando-se de placas de vídeo, você deve se atentar ao tipo de conexão disponível para saber se é compatível com a placa-mãe. Você também deve verificar quantas placas de vídeo são suportadas — quem precisar uma qualidade gráfica alta, como profissionais de arte, podem utilizar-se dessa informação.

Sempre leve em consideração o custo/benefício

Quando se trata de processadores, vale sempre levar em consideração o custo/benefício e o teste de benchmark. Outra coisa que um leigo deve se atentar é que nem sempre os números do modelo de um processador representam algo — um processador Intel Core i7 3770K tem uma velocidade de processamento maior que um Intel Core i7 4800MQ —, ou seja, às vezes um número menor, pode ser de uma peça mais potente.

Aqui você deve ter certeza do uso do computador que está montando. Há processadores mais baratos que já servem se você for utilizar apenas internet, outros para games e alguns mais caros — e bem mais potentes — se for usar o PC para trabalho com gráficos detalhados e/ou renderização de vídeos e animações.

As marcas mais famosas por aqui são Intel e AMD que disputam o mercado a ferro e fogo. A escolha entre uma das duas determinará sua placa-mãe, como já dito anteriormente, por causa dos diferentes tipos de soquetes.

Se você quer um PC gamer ou para fins profissionais, considere também incluir na lista de compras um cooler potente. Ao manter uma temperatura baixa, você melhora o desempenho e velocidade de processamento.

Há um site muito útil para quem está em dúvida sobre qual processador usar. O site CPUBoss faz comparações entre dois componentes da marca e modelo de sua escolha. Ele compara velocidade, desempenho e outros diversos testes de benchmark.

Espaço em disco e memória RAM

A memória RAM disponibiliza espaço temporário para abrir e rodar seus programas. Quanto mais memória seu PC tiver, mais documentos simultâneos o computador consegue abrir e gerenciar.

Sempre leve em consideração a quantidade de slots em sua placa-mãe para poder saber quantos — e de qual capacidade — você precisará. Se for exigir muito de sua máquina, considere 8 GB ou mais. Vale lembrar que sistemas operacionais mais antigos têm um limite máximo de memória RAM que reconhecem — o Windows 7 Home Basic só reconhece 8 GB.

Sistemas 32 bits reconhecem até 4 GB de memória, caso tenha mais, eles podem reconhecer, mas não utilizam. Portanto, um sistema 64 bits é recomendado para quem já usa memórias de 4 GB. Essa informação pode até soar meio antiga, pois, atualmente, todo processador a venda é 64 bits, mas não custa avisar que alguns ainda podem preferir o 32 bits.

Quanto ao espaço em disco, você deve escolher entre HDs com muitos TB ou as mais recentes — e rápidas — HD SSD que ainda não alcançam nem 500 GB. Caso seja apenas para internet, as HDs SSD não valem o investimento.

Mesmo assim, se quiser fazer um upgrade em um futuro próximo para uma SSD, verifique a placa-mãe se possui suporte a SATA III, padrão com capacidade de transferência de até 6 GB/s. Para quem for utilizar o computador a trabalho, uma HD SSD é essencial para otimização do tempo.

Com ou sem placa de vídeo?

Mais uma vez, você precisará saber a utilidade do computador antes de responder essa pergunta. Se for utilizar apenas para internet, não precisará de uma placa de vídeo — mas se for usar para jogos e/ou trabalhos, considere separar uma boa grana para isso.

Placas de vídeo boas costumam ser a parte mais cara de um PC e, por isso, a primeira coisa a ser descartado por quem é um pouco mais leigo no assunto. O site GPUBoss realiza o mesmo procedimento citado acima para processadores: testes de benchmark, velocidade, desempenho, entre outros.

Aqui, novamente, há uma competição entre duas grandes do mercado: NVIDIA ou ATI. Ambas competem de igual para igual no quesito qualidade gráfica e nos preços. Aqui também vale a regra dos processadores: não é porque o modelo tem um número maior, que é melhor.

Os profissionais que precisarem de qualidade gráfica extrema, podem utilizar duas placas de vídeo da AMD (Crossfire) ou NVIDIA (SLI). Para isso, é necessário se atentar à placa-mãe para ver qual das duas tecnologias ela dá suporte.

Também se atente à velocidade de transmissão de dados (PCI Express) das placas de vídeo. Se a placa-mãe só der suporte a 1.0, por exemplo, você não conseguirá instalar uma GPU PCI Express 2.0. Fique atento às características de sua motherboard.

Outra regra importante a ser lembrada é que as duas empresas citadas têm placas especializadas para o mercado profissional então, dependendo do seu ramo, vá atrás. Às vezes, o preço pode ser um pouco maior, mas o resultado final será perfeito para você.

Essas são as partes principais que você precisará se atentar na hora de montar um computador — seja ele para uso casual, gamer ou profissional. Além disso, claro, você precisará de um gabinete, uma fonte, sem contar o trio monitor, teclado e mouse.

Um ponto importante entre estes últimos utensílios, é a fonte. Ela que gera energia para o PC e todos os seus componentes funcionarem, porém é preciso saber a potência necessária para manter a máquina funcionando sem que nenhuma peça fique sem energia.

Para isso, você pode utilizar outro serviço online que lhe dirá quanto de energia seu computador consome, assim saberá qual tipo de fonte instalar na sua máquina. Se você não usa o PC para uso profissional, provavelmente uma com 650 Watts já basta.

De modo geral, podemos dizer que para montar um PC gamer, você irá gastar uma média de R$ 3 mil reais por causa da placa de vídeo, fonte e processador top de linha. Se for para uso casual — internet e pacote Office —, custam menos (bem menos) por causa da placa-mãe com vídeo on-board, que já sustenta vídeos e jogos não tão pesados. Para uso profissional, prepare-se para gastar, pois as placas de vídeo costumam custar milhares de reais.

 Fonte(s): Superdownloads

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s