Sistema é capaz de impedir o bloqueio de sites

Novo sistema é capaz de transformar a internet em uma espécie de Proxy e permitir o acesso a qualquer página bloqueada.

Telex pode acabar com o bloqueio de páginas

Pesquisadores da Universidade de Michigan e da Universidade de Waterloo no Canadá apresentaram em 12 de Agosto na Usenix (um simpósio de segurança em São Francisco) o Telex. Trata-se de um sistema que em vez de buscar um Proxy para acessar um site bloqueado, ele converte páginas “normais” em proxies.

Atualmente, se você quer acessar um site bloqueado, costuma utilizar um Proxy para tal. No entanto, por meio do monitoramento e do controle de tráfego da internet, é possível localizar essas ferramentas e bloqueá-las, eventualmente.

Como o Telex funciona

O Telex funciona de uma maneira diferente. Ele transforma páginas que não estão sob vigilância em “estações” para o sistema, formando uma espécie de “corredor”. Assim, ele é capaz de monitorar o fluxo de tráfego. Assim, quando um usuário visita um site que estiver bloqueado, uma conexão do tipo HTTPS é estabelecida.

Então, o software do Telex inicia uma conexão “enganosa”, fazendo parecer com que o usuário entrou em um site não bloqueado. Na prática, ele marca a conexão como uma requisição feita para o próprio sistema (Telex) por meio da inserção de uma tag no cabeçalho da página que possui um código.

Essa tag utiliza uma técnica de criptografia chamada “public-key steganography”. Com isso, a troca de mensagens é “encoberta” por esse método. Todo esse processo faz parecer que o usuário sequer tenha efetuado a conexão. Ou seja, o pedido de entrada no site feito pela pessoa passa pelos provedores (que podem ser estações do Telex).

Sistema transforma toda a internet em um Proxy

As estações, por sua vez, reconhecem a “tag” de conexão dos usuários que são “clientes” do Telex e possibilitam a conexão da pessoa em qualquer site que ele deseje acessar na internet. No entanto, para que essa alternativa funcione, é necessário existir o suporte da população (que podem participar como provedores e estações do Telex, por exemplo).

Por ora, o sistema ainda está em fase experimental e ainda no ambiente de pesquisa, com uma estação do Telex implantada em laboratório. Ela está em uso diário por alguns meses e utilizada para testes por um cliente em Beijing que não era capaz de acessar o YouTube (que é bloqueado no local).

Para ler a documentação científica do Telex, você pode acessar a página de pesquisas aqui.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s