Publicado Haiku alpha 3, com grandes avanços

Foi lançado há poucos dias o alpha 3 do Haiku. Para um projeto pequeno, as novidades impressionam. O Haiku pretende ser um BeOS melhorado, open source, e está em desenvolvimento desde 2001 – antigamente sob o nome OpenBeOS. Ele foi criado para continuar o projeto do BeOS, que viu seu fim quando a Be Inc foi comprada pela Palm.

Haiku OS

O alpha 3 tem grandes aprimoramentos, destacando alguns:

  • Suporte aos sistemas de arquivos: BFS, btrfs, exFAT, ext2, ext3, ext4, NTFS e UDF.
  • O Gutenprint foi portado e agora suporta mais de 700 impressoras.
  • Há melhorias ao lidar com o hardware em geral, com destaque para ACPI, placas de vídeo e rede, USB, e IO-APIC.
  • Melhorias no gerenciamento das janelas, com organização lado a lado.
  • Suporte a inúmeros scanners com a biblioteca do SANE/BeSANE.
  • Atualizações nas funções 3D do OpenGL.
  • Melhorias na interface do BootManager, DiskUsage, MediaPlayer, ShowImage e ReadOnlyBootPrompt.
  • Melhorias no Media Server, com suporte aprimorado para áudio e vídeo.
  • Melhor suporte a MIDI, permitindo que algumas apps clássicas do BeOS para MIDI funcionem.
  • Grandes aprimoramentos na internacionalização, facilitando a exibição de outros idiomas, como chinês.
  • Suporte a WiFi com WEP.
  • Possibilidade de instalar e inicializar a partir de um dispositivo USB, como pendrive ou cartão.

Há uma entrevista com os desenvolvedores no OS News, onde dá para saber mais do estado atual do projeto.

Para quem achar a versão original do Haiku muito complicada, há uma “distro” dele chamada Senryu. Ela é baseada nas versões recentes obtidas do svn, trazendo muitas apps e bibliotecas que não constam no original. Veja uma tela dela:

Senryu

Muitos reclamam alegando que os desenvolvedores perdem tempo, que não é necessário um novo sistema operacional, que não precisa reinventar a roda, etc. Mas as críticas não são suficientes para fazer o pessoal parar, a cada compilação os aprimoramentos mostram que eles são bem comprometidos com o projeto e uma hora o Haiku chegará lá, custe o que custar. Afinal, independente de qualquer coisa, existe a liberdade para fazer o sistema que quiser.

 

Mais detalhes estão nas notas de versão, e o download pode ser feito em http://www.haiku-os.org/get-haiku.

Fonte: Hardware.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s