GPU: SGX543MP2 do iPad 2 supera o Tegra 2 por uma grande margem

Juntamente com o processador dual-core, o Apple G5 incluído no iPad 2 trouxe outra melhoria importante em relação à geração anterior: uma GPU várias vezes mais poderosa, que inclui 4 vezes mais unidades de processamento de shaders, com cada unidade sendo capaz de processar o dobro de instruções. Embora o ganho real de desempenho passe longe do “até 9 vezes mais rápido” prometido pela Apple, o desempenho 3D do iPad 2 impressiona, não apenas oferecendo um desempenho 3D de três a cinco vezes superior ao do iPad original, mas também de duas a três vezes superior que o do Motorola Xoom com o Tegra 2:

Embora não represente necessariamente muitos ganhos diretos na maioria das tarefas, uma GPU mais poderosa pode ser traduzida em melhorias na interface (de acordo com os recursos implementados em futuras versões do iOS) além, de oferecer um grande potencial no caso dos jogos 3D. Por possuir uma tela com resolução mais alta que nos smartphones, o iPad precisa de mais processamento 3D para rodar jogos com um bom nível de detalhes, por isso uma boa GPU vem bem a calhar. Junto com os smartphones, os tablets andam roubando o espaço dos consoles portáteis, a ponto de alguns já apontarem a possibilidade de eles os substituírem completamente no futuro.

Prepare-se para as sucessivas levas de jogos otimizados para o iPad 2, concorrendo com os para o Tegra 2.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s